Passar para o conteúdo principal

VII Jornadas do IGOT do Mestrado em Ensino de Geografia

VII Jornadas do IGOT do Mestrado em Ensino de Geografia

No dia 21 de junho, decorreram, no IGOT-ULisboa, as VII Jornadas do Mestrado em Ensino de Geografia. Durante o evento, os estudantes do 1.º ano apresentaram trabalhos que efetuaram em grupo, enquanto os do 2.º ano partilharam individualmente as suas experiências docentes nas escolas.

A conferência de abertura foi proferida por Luís Baltazar, geógrafo e antigo estudante da Universidade de Lisboa, que apresentou aos futuros docentes os objetivos e as atividades da Agência Portuguesa do Ambiente, também no âmbito educativo.

A conferência de encerramento foi proferida por uma orientadora cooperante do IGOT-ULisboa (e também antiga aluna), Elsa Lima, e por uma das suas formandas, Sofia Bizarro, sobre a experiência de inovação didática no 7.º ano de escolaridade da Escola Secundária do Pinhal Novo.  

Como consequência de o Mestrado em Ensino de Geografia preencher a totalidade das vagas disponíveis, estas foram as Jornadas que contaram com a participação de mais estudantes, tanto do 1.º ano como do 2.º ano: 33 dos cerca de 40 estudantes. Esta edição foi, novamente, um momento crucial para a partilha de experiências, de debate e de diálogo sobre uma melhor educação geográfica nas nossas escolas.

Sobre as Jornadas do Mestrado em Ensino de Geografia

A criação do Mestrado em Ensino de Geografia está intimamente ligada ao IGOT-ULisboa. Em 2011, o seu Conselho Científico apoiou formalmente a autonomização da formação inicial de professores de Geografia e História, reivindicada numa Petição Pública, tendo sido o único órgão de uma universidade portuguesa a fazê-lo. A nível nacional é o único curso de Mestrado em Ensino de Geografia sucessivamente aprovado, sem restrições, pela A3ES.

O Mestrado em Ensino de Geografia teve início no ano letivo 2015/2016, numa parceria entre o IGOT-ULisboa e o Instituto de Educação. As Jornadas do Mestrado em Ensino de Geografia foram iniciadas no ano letivo seguinte, quando os primeiros alunos concluiram o seu curso.

As Jornadas são um espaço de partilha no qual os estudantes de mestrado apresentam os trabalhos realizados naquele ano letivo. Pretende-se, também, contrariar a tendência dos professores do ensino básico e do ensino secundário de não partilharem as suas experiências em eventos científicos. Conta, frequentemente, com a participação dos orientadores - cooperantes das escolas - atores fundamentais da formação da prática profissional nas escolas - ao mesmo tempo que mobiliza especialistas no ensino da Geografia ou com contribuições relevantes para os futuros professores de geografia.