Realiza-se no dia 8 de Março de 2019 o Workshop final do projecto FORLAND, intitulado “Riscos hidro-geomorfológicos em Portugal: forçadores e aplicações ao ordenamento do território, que irá decorrer na Direção-Geral do Território.

Neste Workshop serão apresentados perfis de risco de cheias e/ou inundações e movimentos de massa em vertentes dos municípios de Portugal continental. Adicionalmente, serão também divulgados os resultados de um questionário aplicado aos municípios de Portugal continental, sobre perceção e gestão de riscos hidro-geomorfológicos. O Workshop será um momento para receber a opinião dos participantes sobre as prioridades de gestão em matéria de ordenamento do território, prevenção e gestão de riscos de cheias e/ou inundações e movimentos de massa em vertentes ao nível municipal.

PROGRAMA | INSCRIÇÕES

EVENTOS HIDRO‐GEOMORFOLÓGICOS E SUAS FORÇAS MOTRIZES
10:00 ‐ Riscos hidro‐geomorfológicos em Portugal: o projeto FORLAND. S. Pereira (CEG‐IGOT/Ulisboa)
10:20 ‐ Forçadores de natureza atmosférica associados a desastres hidro‐geomorfológicos. A. Ramos
(IDL/ULisboa)
10:40 ‐ Forçadores hidrológicos e geomorfológicos dos desastres hidro‐geomorfológicos. J.L. Zêzere, P.P. Santos
(CEG‐IGOT/Ulisboa)
11:00 ‐ Vulnerabilidade social e exposição a riscos hidro‐geomorfológicos. A.O. Tavares (DCT, CES/UCoimbra)
11:20 ‐ Coffee‐break

APLICAÇÃO PARA O ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO
11:40 ‐ Perfis de risco de cheias e/ou inundações e movimentos de massa em vertentes em Portugal
continental. S. Pereira (CEG‐IGOT/Ulisboa)
12:00 ‐ Perceção e gestão de riscos hidro‐geomorfológicos ao nível municipal: resultados de um questionário.
P.P. Santos (CEG‐IGOT/Ulisboa)
12:20 ‐Debate sobre a gestão de riscos hidro‐geomorfológicos e ordenamento do território e estratégias de
adaptação para redução dos desastres
13:00 ‐ Encerramento

O Projeto FORLAND – Riscos hidro-geomorfológicos em Portugal: forçadores e aplicações ao ordenamento do território (PTDC/ATP-GEO/1660/2014), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, tem por objetivo compreender o impacto de cheias e/ou inundações e movimentos de massa em vertentes em Portugal Continental, tendo como ponto de partida a base de dados Disaster (1865-2015). Pretende identificar as forças motrizes dos desastres hidro-geomorfológicos e propor orientações preventivas e proactivas para a gestão à escala municipal.

Este projeto é coordenado pelo Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território e pelo Instituto Dom Luís da Universidade de Lisboa, pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e pela Direção Geral do Território.

Mais informações em: http://www.ceg.ulisboa.pt/forland