Percurso Pós-Graduado de Atualização em Tecnologias de Informação Geográfica e Ordenamento do Território (TIG/OT)

Coordenação do Percurso Pós-Graduado de Atualização: Prof. Doutor Jorge Rocha

Objetivos

O Percurso Pós-Graduado de Atualização em Tecnologias de Informação Geográfica e Ordenamento do Território (TIG/OT) é um programa de formação avançada não conferente de grau académico, que visa a aquisição de competências de carácter profissionalizante nestas áreas científicas, bem como o seu aperfeiçoamento ou atualização por profissionais licenciados ou mestres nos domínios da geografia, planeamento territorial, urbanismo, ambiente, arquitetura e engenharia civil.

Estrutura

Este Percurso Pós-Graduado constitui-se como uma oferta formativa inovadora, sendo composto por um conjunto de cursos de pós-graduação não conferentes de grau académico, permitindo a construção de um percurso variável, consoante as escolhas dos estudantes.

A realização do Percurso Pós-Graduado implica a aprovação num mínimo de dez dos cursos de pós-graduação integrantes do Percurso, obtendo assim um total de 30 créditos ECTS.

Alternativamente, os estudantes poderão frequentar isoladamente um ou mais dos cursos de pós-graduação integrantes do Percurso Pós-Graduado.

Todos estes cursos de pós-graduação são oferecidos no âmbito do programa “Impulso Adulto” do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Regime de avaliação

Todos os cursos de pós-graduação integrantes do Percurso Pós-Graduado de Atualização em TIG/OT possuem avaliação final, traduzida numa classificação na escala de 0 a 20 valores. O aproveitamento nos cursos implica igualmente uma taxa de assiduidade não inferior a 75%.
A frequência com aproveitamento dos cursos de pós-graduação é atestada por um certificado de conclusão.

O Percurso Pós-Graduado de Atualização em TIG/OT integra os seguintes cursos de pós-graduação não conferentes de grau académico:

3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

 Objetivos do curso:

Problematizar a análise de redes. Discutir a estrutura topológica e geométrica das redes de transportes. Apresentação de alguns algoritmos de resolução de problemas de transportes. Analisar redes de transportes em SIG: os princípios de modelização de redes de transportes, a geometria e as bases de dados. Modelação de redes de transporte simples e multimodais.

Tópicos programáticos:

  1. Introdução;
  2. Análise de redes Estruturas topológicas, Teoria dos Grafos, Índices de Conectividade e Índices de Acessibilidade; Estruturas geométricas, Formas de redes e Densidade de redes;
  3. Problemas de transporte; Algoritmos de resolução de problemas de transportes; Determinação de caminhos ótimos; Programação linear;
  4. Análise de redes em SIG; Princípios de modelização de redes em SIG vetorial; Definição de redes multimodais; Otimização de percursos; Determinação de áreas de influência.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Conhecer e caraterizar diferentes estruturas e modelos de base de dados.  Compreender os processos de aquisição de informação para uma base de dados espacial. Compreender os processos de estruturação de informação. Compreender os processos de inquirição espacial e alfanumérica.

Tópicos programáticos:

  1. Tipos de Base de dados
  2. Ligação à base de dados
  3. Adicionar informação à base de dados
  4. Configuração de permissões
  5. Manutenção da base de dados
  6. Dados Associados
  7. Aplicação da Geodatabase ao Mundo Real
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Aprendizagem da utilização de Big Data para exploração de dinâmicas socio-espaciais em turismo. Familiarização com fontes de (open) big data e técnicas de análise espacial para alavancar o conhecimento em estudos turísticos. Capacitação de aquisição, tratamento e processamento de big data. Integração em base de dados de big data, dados estatísticos e geográficos. Análise espacial do turismo, passando por reflecções sobre capacidade de carga do território, correlação com indicadores socio-económicos, e análise de padrões espaciais (clusters, hotspots, densidade, distância, interpolação).

Tópicos programáticos:

  1. Big Data: conceitos e fontes de informação em turismo.
  2. Técnicas de análise espacial para exploração padrões em turismo.
  3. Aquisição, tratamento e processamento de Big Data.
  4. Integração em ambiente SIG de Big Data e dados estatísticos e geográficos.
  5. Exploração de métodos de análise espacial em estudos turísticos: clusters, hotspots, densidade, distância, interpolação.
  6. Análise reflexiva sobre utilização de Big Data, métodos, e resultados obtidos.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Fornecer as bases para a utilização de veículos aéreos não-tripulados (VANT) para cartografia de alta resolução de fenómenos naturais e de infraestruturas na superfície terrestre. As aulas incluem uma introdução à deteção remota de alta resolução, uma componente associada á operação de VANT multi-rotor e de asa fixa, com sessões práticas e uma componente de modelação espacial 3D usando técnicas fotogramétricas. Utilizar-se-ão dados óticos e multiespectrais. Os modelos gerados serão explorados com ênfase em aplicações no quadro de problemas de análise espacial.

Tópicos programáticos:

  1. Introdução à deteção remota com VANT. Tipos de VANT e de sensores.
  2. Operação de VANT. Legislação. Planeamento das operações. Levantamentos aéreos. Recolha de pontos de controle.
  3. III. Introdução às técnicas de fotogrametria. Nuvens de pontos, modelos digitais de superfície e ortofotomosaicos.
  4. Cartografia e análise de dados obtidos a partir de VANT.
  5. Aplicações dos VANT nas ciências geográficas.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Compreender os impactes das alterações climáticas nos ambientes urbanos; caracterizar os fatores climáticos locais relevantes para o ordenamento à escala municipal; desenvolver a capacidade de desenhar medidas de adaptação às alterações climáticas urbanas; desenvolver serviços climáticos urbanos tendo em contas as melhores práticas internacionais.

Tópicos programáticos:

  1. Avaliação e caraterização bioclimática.
  2. Variáveis e índices relevantes; fontes de dados; definição das condições de ano típico e situações específicas e extremas; análise de séries cronológicas e tendências; Downscaling estatístico; identificação de condições futuras baseadas em cenários internacionais (IPCC).
  3. Orientações climáticas para o planeamento urbano.
  4. Cartografia de funções climáticas; identificação de Unidades Homogéneas de Resposta Climática; caraterização das funções climáticas nos espaços urbanos; Determinação de índices de geometria urbana; Caraterização da densidade urbana para fins climáticos; coeficientes de volumétricos, índices de permeabilidade, relação H/W de canyons urbanos; Modelação à escala microclimática: soluções de cidadania climática.
  5. Demonstração da utilidade de soluções de base natural e geometria urbana adequadas às condições climáticas de base local e microclimática para minimizar efeitos adversos e potenciar condições favoráveis.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Conhecer os princípios e técnicas de base para a caraterização e análise espacial de variáveis biofísicas. A geomática como forma de recolha, organização e análise da geoinformação. Análise de dados de deteção remota. Utilização de Sistemas de Informação Geográfica para a modelação numérica e para a cartografia. Aplicações ao Ordenamento do Território.

Tópicos programáticos:

  1. Deteção remota e suas aplicações para o estudo do território: Princípios físicos da deteção remota; características dos principais programas e plataformas; Exemplos de aplicação; Características das imagens de satélite; compósitos de cor; correções radiométricas e atmosféricas; classificações não-supervisionadas e supervisionadas; Classificações orientadas ao objeto; avaliação do erro.
  2. Modelação numérica de variáveis físicas em Sistemas de Informação Geográfica: Conceitos gerais sobre modelação numérica do terreno; estrutura e fontes para aquisição de dados; a construção de modelos numéricos de terreno; morfometria e análise do terreno; análise de dados espaciais.
  3. Aplicações da deteção remota e SIG ao estudo e ordenamento do território.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Aprofundar os conhecimentos teóricos sobre modelos de localização. Compreender os princípios e fundamentos do planeamento e gestão de projetos em Geomarketing. Explorar Sistemas de Informação Geográfica orientados para Geomarketing. Desenvolver metodologias de análise de localizações e de estratégias territoriais das empresas.

Tópicos programáticos:

  1. Os Sistemas de Informação Geográfica e os Negócios. Definições e conceitos
  2. Componentes e funcionalidades.
  3. Informação Geográfica para os Negócios. Cartografia. Informação demográfica
  4. Atividades económicas.
  5. Geografia e Localização. Modelos teóricos de localização. Áreas de influência
  6. Processos e Análises de Geomarketing. Bases de dados. Georeferenciação e address matching
  7. Análise de mercado. Determinação de localizações ótimas. Análise espacial em negócios.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Atribuir aos participantes as necessárias competências que lhes possibilitem por intermédio de modelos de dinâmica (Matrizes de Transição, Cadeias de Markov e Autómatos Celulares) e processos, identificar os fatores condicionantes de alterações de uso e ocupação do solo e a elaboração de cenários futuros, com base em modelação espacial.

Tópicos programáticos:

  1. Conhecimentos teóricos fundamentais sobre uso e ocupação do solo, modelação geográfica e ecologia da paisagem.
  2. Análises estatísticas espaciais de uso e ocupação de solo à escala nacional, para dois momentos temporais de referência correspondentes à situação retratada na Carta CORINE Land Cover (2006, 2012 e 2018) e na Carta de Uso e Ocupação do Solo de Portugal Continental (COS) (2010, 2015, 2018)
  3. Dinâmica de alteração de uso e ocupação do solo – aplicação da técnica de Matrizes de Transição e Cadeias de Markov.
  4. Identificação espacial de zonas de alteração de uso e ocupação do solo efetuada com recurso a mapas probabilísticos – aplicação da técnica de Autómatos Celulares.
  5. Identificação de zonas de conflito decorrentes de expansão urbanística com base no cruzamento do uso e ocupação do solo atuais e Instrumentos de Gestão Territorial.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Utilizar com elevado nível de produtividade ferramentas de SIG, de modelação ecológica e de Análise de Dados. Apetrechar os formandos com as competências necessárias ao desenvolvimento de trabalhos em software SIG (e.g. ArcGIS, SAGAGIS e QGIS), de cálculo (Excel) e posterior interligação com software de Modelação e Inteligência Artificial (e.g. Open Modeller, R e Maxent).

Tópicos programáticos:

  1. Modelação Ecológica e Análise de Dados: conceitos e revisões.
  2. Estrutura, preparação e manipulação de dados.
  3. Estatística descritiva, visualização de dados e análise de correlação aplicada à informação geográfica.
  4. Introdução aos diferentes métodos (paramétricos e não paramétricos) de Modelação de Distribuição de Espécies (SDM): modelos lineares generalizados (GLM), Regressão Logística (RL), Redes Neuronais Artificiais (RNA), Máxima entropia, GARP, Support Vector Machines (SVM), BIOCLIM, entre outros.
  5. Produção de Workflows de SDM para a criação de mapas preditivos de ocorrência e abundância.
  6. Produção de Workflows de SDM para cenários futuros de alterações climáticas com recurso ao método dos Envelopes Bioclimáticos (BIOCLIM e DOMAIN).
  7. Introdução à automatização de operações e criação de funções simples aplicadas à Ecologia.
  8. Interface com outros programas e modelos: operações de importação e exportação de modelos ecológicos para SIG.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Compreender a complexidade do ambiente urbano e a importância das suas dimensões (ambiente, biodiversidade, economia, qualidade de vida, etc.). Trabalhar com software de modelação tridimensional e integrar a informação num SIG.

Tópicos programáticos:

  1. Ecologia Urbana, sustentabilidade e qualidade de vida. O modelo metabólico de ecologia urbana. Biodiversidade e espaços verdes. A perspetiva económica das “cidades verdes”: crescimento urbano e ambiente. Os ecossistemas urbanos e o Ordenamento do Território.
  2. Os bioclimas urbanos. Modificações do balanço energético. Modificações dos campos de vento na cidade. A poluição atmosférica: tipos de poluentes, fontes e fatores atmosféricos condicionantes. Conforto térmico e mecânico nos espaços construídos.
  3. Modelação do ambiente físico urbano: tipos de modelos e complexidade dos modelos tridimensionais.
3 ECTS /  Total de Horas de Contacto do Curso: 28 horas teórico-práticas

Objetivos do curso:

Fornecer uma visão geral dos fundamentos terminológicos e conceptuais da análise de risco e do seu enquadramento em alguns dos instrumentos de gestão do território. Contactar com métodos de preparação de bases de dados cartográficas e modelos de avaliação da suscetibilidade e perigosidade, desenvolvidos em ambiente SIG. Efetuar exercícios de análise espacial da suscetibilidade, identificação de elementos em risco e cartografia dasimétrica.

Tópicos programáticos:

  1. Modelo Conceptual do Risco;
  2. Riscos e Ordenamento do Território;
  3. Organização e processamento de dados espaciais em SIG para análise de fenómenos naturais;
  4. Avaliação da suscetibilidade e da perigosidade de fenómenos naturais (e.g. erosão hídrica do solo, inundações fluviais, movimentos de massa em vertentes, contaminação de aquíferos, incêndios rurais);
  5. Identificação de elementos em risco e cartografia dasimétrica.
Objetivos do curso:

Identificar as competências e estratégia de um SIG Municipal. Reconhecer a natureza específica da informação geográfica municipal. Identificar os projetos de informação geográfica de apoio à Administração Local. Resolver um problema suportado na modelação em SIG numa filosofia de projeto integrado com integração de TIC.

Tópicos programáticos:

  1. Administração Local e Informação Geográfica.
  2. Orgânica e competências autárquicas. Funções e competências das unidades orgânicas; Atribuições e competências estruturantes de um SIG Municipal: Aplicação de uma Divisão de Informação Geográfica.
  3. Organização de Informação Geográfica.
  4. Articulação de Infraestruturas de Dados Espaciais Nacionais e Regionais com Locais: INSPIRE, SNIG, Metropolitanas, Intermunicipais. Infraestruturas de Dados Espaciais; Business Intelligence e Integração de SIG Municipal; Gestão de Serviços IG, WebServices, e Aplicações de Suporte à Decisão; Opensource; Geoportais.
  5. Gestão de Informação Geográfica.
  6. Casos de Informação Geográfica Municipal.
  7. Informação Geográfica de Referência; Gestão e conversão de Sistemas de Referência; Cartografia Homologada: Normas e Processos, Cadernos Encargos, Modelos de Dados e Integração em SIG; Cartografia e Modelos de Dados para PMOTS; Metadados.
  8. Apresentação de Projetos de Informação Geográfica de Apoio à Administração Local.

Condições de acesso

Podem candidatar-se à inscrição nos cursos de pós-graduação integrantes do Percurso Pós-Graduado de Atualização em TIG/OT:

  1. Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal nas áreas das ciências do território, ciências do ambiente, ciências sociais, arquitetura, engenharia civil, e outras áreas afins;
  2. Os titulares de grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo nas áreas acima indicadas;
  3. Os titulares de um grau académico superior estrangeiro nas áreas acima indicadas, que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico do IGOT;
  4. Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização do curso pelo Conselho Científico do IGOT.

Candidaturas

A apresentação da candidatura é efetuada exclusivamente online, através da plataforma Fenix do IGOT. Todas as informações relativas ao processo de candidatura podem ser consultadas nesta página.

Pela apresentação da candidatura é devida uma taxa de candidatura, não havendo lugar à sua devolução, caso o candidato seja excluído ou não seja selecionado.