Foram recentemente publicados os dados atualizados que ajudam os candidatos ao ensino superior a escolherem a licenciatura em que pretendem ingressar, tendo em conta diversos fatores como as provas de ingresso, a estrutura do curso ou a sua aceitação no mercado de trabalho.

O portal Infocursos (http://infocursos.mec.pt/) apresenta os dados e estatísticas oficiais sobre os cursos de Licenciatura, CTeSP, Mestrado Integrado e Mestrado ministrados em estabelecimentos de ensino superior portugueses.

As licenciaturas do IGOT apresentam, de acordo com os dados oficiais na edição de 2019, níveis de empregabilidade acima da média para a área de formação, uma empregabilidade de 99,99%*.

Deve salientar-se o desempenho dos licenciados em Planeamento e Gestão do Território, que apresentam uma aceitação plena no mercado, registando uma taxa de desemprego de 0%*. Enquadrada na área de formação de Arquitetura e Urbanismo, esta licenciatura apresenta anualmente grande procura dos candidatos que pretendem vir a ser planeadores do território, seguindo um futuro profissional na programação de equipamentos, no planeamento regional e urbano, etc.

A licenciatura em Geografia do IGOT, dada a natureza do curso, encontra-se classificada na área de Ciências da Terra (área mais exigente), o que se reflete na sua estrutura, intensidade de trabalho de campo e equilíbrio entre as componentes física e humana. Também por esta razão se apresenta com grande aceitação no mercado de trabalho, devido à boa preparação teórica e prática adquirida pelos alunos no IGOT. Apesar do desempenho ser inferior ao da licenciatura em Planeamento, a taxa de desemprego registada é inferior à da respetiva área de formação, registando um valor de apenas 1,4%, quase metade do registado na área de formação e 2 pontos percentuais abaixo da média nacional.

Para referência, no período em análise, as taxas de desemprego registadas foram de 3,4% nos licenciados nas instituições de ensino superior públicas em Portugal, de 5 % na área de formação de Arquitetura e Urbanismo e de 2,7% na área de Ciências da Terra.

Para mais informações sobre estas licenciaturas, consulte: CANDIDATURAS -> LICENCIATURAS 2019/2020

5 razões para escolher o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa  (IGOT):

  1. O IGOT é a única faculdade portuguesa especializada em Geografia e Planeamento do Território, com o mais conceituado centro de investigação científica de Geografia em Portugal;
  2. Integra a maior universidade de Portugal com todos os recursos disponíveis e intercâmbio de disciplinas entre escolas
  3. Taxas de empregabilidade que rondam os 99%;
  4. Protocolos e projetos com as melhores Universidades do Mundo;
  5. Entre as melhores Faculdades do Mundo, segundo o ranking por áreas disciplinares: Academic Ranking of World Universities (Ranking de Shanghai) e do QS World University Rankings

* – Os dados oficiais disponibilizados referem-se à “Percentagem de recém-diplomados do curso que estão registados no IEFP como desempregados”, considerando-se como recém-diplomados os estudantes diplomados do curso no período de referência 2013/14 – 2016/17. O número de registos no IEFP considerado no referido rácio é a média entre os registos à data de 30-06-2018 e à data de 31-12-2018. Mais informação na Nota Técnica disponível em: http://infocursos.mec.pt/nota.asp