Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Modelação Territorial aplicados ao Ordenamento

Coordenação do curso: Prof. Doutor Eusébio Reis

Coordenação do 2º ciclo: Prof. Doutora Ana Ramos Pereira

Normas Regulamentares do Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Modelação Territorial aplicados ao Ordenamento – Despacho n.º 8995/2016. D.R. n.º 103, Série II de 2016-07-13.

Enquadramento

Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) fazem parte, cada vez mais, do quotidiano daqueles cuja ocupação se prende com o território e as relações deste com o Homem. Com a emergência das tecnologias de informação geográfica, o mercado de trabalho nas empresas e instituições ligadas ao ramo tem crescido proporcionalmente mais rápido do que as respostas dadas pelas universidades públicas e privadas, em matéria de formação e competências. Em virtude deste desfasamento entre a oferta e a procura, tem-se assistido à proliferação de diversos cursos técnicos, geralmente de baixa qualificação e nem sempre providos de corpo teórico e científico suficiente, que têm sido os principais responsáveis pela formação dos que atualmente trabalham na área dos SIG.

Objetivos

O ciclo de estudos de mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Modelação Territorial aplicados ao Ordenamento visa proporcionar formação geral em Sistemas de Informação Geográfica através de formação avançada nos domínios da informação geográfica, das metodologias de aquisição, armazenamento e análise quantitativa de dados geográficos, da representação cartográfica, da análise espacial e da modelação territorial aplicados ao ordenamento.

Saídas profissionais

Os empregadores são organismos públicos e privados no âmbito da Aquisição de Informação Espacial, dos Sistemas de Informação Geográfica e da Cartografia, mas também todas as entidades que trabalham com informação geográfica digital, quer no âmbito académico (por exemplo, centros de investigação) quer no âmbito empresarial (empresas de consultadoria), nas quais os processos de trabalho em SIG são fundamentais. Em qualquer dos contextos é comum a integração dos mestrandos em equipas multidisciplinares e em projectos de natureza muito variada, mas com incidência especial nos estudos territoriais.

Estrutura

A estrutura curricular do curso permite duas opções: dissertação e seminário de investigação; estágio profissional e relatório de estágio. O mestrado possui uma matriz interdisciplinar e enfatiza uma Geografia aplicada, cujos conhecimentos científicos e técnicos assentam num conjunto de saberes adquiridos que resultam da ampla experiência do IGOT em estudos territoriais. Assim, o curso inclui no seu plano curricular domínios-chave dos estudos e da prática da Geografia, como o Ordenamento e Planeamento do Território, o Ambiente, a Geografia Física e a Geografia Humana, e ainda o eixo de estudos urbanos e estudos regionais, mediante o uso intensivo, mas crítico, de tecnologias de informação geográfica. A aquisição e aprofundamento dos conhecimentos de base (conceitos, bases de dados, análise em ambiente matricial e vetorial, concepção de projectos) são assegurados por seminários do 1.º semestre, incidindo os do 2.º semestre em matérias mais específicas e em métodos mais complexos. Existem ainda três seminários opcionais, que podem ser de SIG ou de temáticas pertencentes a outros mestrados do IGOT.

Regulamento de Estágio dos alunos de Mestrado do IGOT – Consultar Formulários e Regulamentos