A licenciatura em Planeamento e Gestão do Território responde às necessidades de formação de técnicos e profissionais qualificados nas áreas do urbanismo, ordenamento e gestão do território, tendo como destinatários organismos da administração central, autarquias locais, empresas e organizações do terceiro sector. O curso constitui um contributo decisivo, para a formação de uma cultura de ordenamento do território, orientada pela preservação do ambiente, justiça espacial e participação inclusiva da sociedade civil no processo de planeamento.

A atividade dos profissionais em Planeamento e Gestão do Território contempla:

  • coordenação e elaboração de programas e planos de ordenamento do território em diferentes escalas de intervenção (nacional, regional, municipal e local)
  • estudos de avaliação de políticas e programas com impacto territorial
  • projetos de investigação com incidência territorial
  • colaboração em programas comunitários com impacto territorial.

 

Níveis de empregabilidade

A licenciatura em Planeamento e Gestão do Território, criada em 2010, apresenta uma boa aceitação no mercado, acima da respetiva área de formação (Arquitetura e Urbanismo), de acordo com os últimos dados oficiais da Direção-Geral de Estatística da Educação e Ciência (2016).

Esta licenciatura apresenta anualmente grande procura dos candidatos que pretendem vir a ser planeadores do território, seguindo um futuro profissional na programação de equipamentos, no planeamento regional e urbano, etc.