Objetivos

  • A compreensão do mundo atual, cada vez mais interdependente e fragmentado, devido às especificidades dos lugares e das regiões, e também por causa das desigualdades que afastam povos e territórios.
  • O conhecimento de um ambiente físico com níveis de fragilidade preocupantes cujas interações complexas requerem análises rigorosas e modos de gestão eficazes.
  • O desenvolvimento dos métodos e das técnicas necessários à rigorosa seleção, interpretação e relação das diversas fontes de informação para diferentes níveis e escalas de análise.
  • A estruturação, organização e tratamento dessa informação de forma a identificar problemas de índole territorial e a contribuir para a sua solução.

Competências a adquirir para obter o grau de licenciado

A. Ao nível do saber (conhecimento substantivo):

  1. Identificar e compreender as localizações dos elementos e fenómenos naturais e humanos;
  2. Compreender a dimensão geográfica e a interligação dos fenómenos e processos naturais e humanos;
  3. Desenvolver, discutir e aplicar os conceitos fundamentais da Geografia e usar a terminologia geográfica de forma adequada;
  4. Combinar as dimensões espacial e temporal – dinâmicas – na interpretação dos fenómenos e processos naturais e humanos;
  5. Compreender a articulação das diversas escalas geográficas na interpretação dos fenómenos e processos naturais e humanos;
  6. Identificar e interpretar as grandes linhas de unidade e diversidade bem como as dinâmicas de mudança mais relevantes no espaço mundial;
  7. Compreender o funcionamento do Sistema Terra e dos seus subsistemas;
  8. Definir e interpretar os processos e as dinâmicas territoriais na ótica do ordenamento do território;
  9. Avaliar diferentes representações do espaço geográfico;
  10. Identificar e compreender os recursos e riscos naturais em diferentes escalas territoriais;
  11. Mobilizar saberes de outras disciplinas para desenvolver uma perspetiva integrada do território;
  12. Identificar e interpretar as grandes linhas das políticas públicas nacionais e europeias com incidência no território.

B. Ao nível do saber fazer (conhecimento instrumental):

  1. Adequar os métodos e as técnicas às diferentes perspetivas e problemas geográficos;
  2. Recolher, tratar e representar gráfica e cartograficamente de forma crítica informação sistemática de base territorial;
  3. Dominar as metodologias e técnicas do trabalho de campo;
  4. Utilizar Sistemas de Informação Geográfica;
  5. Realizar diagnósticos sobre o estado dos territórios;
  6. Participar na elaboração de estratégias e intervenções de desenvolvimento territorial e ordenamento do território em diferentes escalas geográficas;
  7. Utilizar métodos e técnicas adequados para a comunicação de resultados.